terça-feira, 26 de julho de 2011

181.

Querida,

gostava quando líamos artigos literários um para o outro; algo que nos era tão comum é na verdade algo não só raro, mas aparentemente impossível. Por falar nisso, quero te ler, à viva voz, um conto do Tchekhov: Kachtanka. Eu sei que adorarias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário